Buscar
  • Admin

CUIDADO – VOCÊ ESTÁ TORTO

Você com certeza já ouviu essa frase alguma vez na sua vida. Seja da sua mãe te corrigindo na sua infância na hora de sentar à mesa para uma refeição ou sua professora na escola, já na adolescência quando você insistia em sentar-se “torto” na cadeira. Talvez sem saber sua mãe e sua professora já estavam lhe dando pequenas aulas de “Ergonomia”. Essa palavra não é estranha para a maioria de nós. A ouvimos com frequência no trabalho. E o motivo é simples:


Nosso corpo é uma máquina perfeita, que mal usada se tornará uma máquina defeituosa. A palavra ergonomia se refere à ciência que estuda a relação entre o corpo humano e o trabalho que executa, procurando adequar as condições desse trabalho às capacidades naturais do homem. Vamos conhecer um pouquinho sobre ela...


QUAIS OS OBJETIVOS PRINCIPAIS DA ERGONOMIA E POR QUE DEVO ME PREOCUPAR?

A ergonomia visa principalmente ao aumento da eficiência do trabalhador, à redução da fadiga e desconforto físico e à prevenção de acidentes e doenças ocupacionais. Um trabalhador acometido por problemas advindos de falhas ergonômicas muitas vezes necessita de afastamento do trabalho para cuidados médicos. Essa situação é negativa tanto para a empresa, quanto para o trabalhador. Um profissional doente não produz, portanto não dá lucro para o empregador e perde oportunidades de crescimento e desenvolvimento

profissional e pessoal. Por isso as empresas hoje em dia investem tanto em programas de prevenção e saúde física e mental de seus colaboradores.


É POSSÍVEL MENSURAR A SAÚDE ERGONÔMICA DA MINHA EMPRESA?

Sim. Através da solicitação de um laudo ergonômico. Um profissional habilitado irá avaliar as condições do local de trabalho, as atividades desempenhadas e qual a postura exigida. Através desse estudo será possível indicar os riscos e propor ações e intervenções no ambiente e no método de trabalho de modo que os riscos ergonômicos sejam eliminados ou reduzidos a níveis aceitáveis para cada tarefa. Assim, a incidência de afastamentos por lesões por esforço repetitivo (LER) e os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT) será consideravelmente reduzida.


QUE AÇÕES POSSO IMPLEMENTAR EM MINHA EMPRESA PARA AJUDAR MEUS

COLABORADORES E IMPEDIR LER E DORT?

As ações de melhoria dependem, em grande parte, do resultado do laudo ergonômico, pois as situações são variadas e particularidades devem ser levadas em conta para que seja desenvolvido um projeto personalizado. No entanto alguns cuidados básicos podem ser tomados tanto no ambiente onde o trabalho é feito, como no comportamento do trabalhador.

Veja alguns exemplos:


- Atenção às cadeiras de escritório: Cadeiras com ajuste de altura, inclinação e encosto são ideais para que qualquer pessoa possa usá-las confortavelmente


- Utilize suporte para pés: Apoiar os pés quando estiver na posição sentada é a melhor forma de não sobrecarregar os joelhos. Esse acessório evita formigamentos por má circulação e reduz bastante o desconforto da posição sentada.


- Escolha um mouse e um mouse pad adequados: O mouse utilizado deve ser de tamanho adequado à mão do funcionário. Atente-se também para o ajuste dos cliques nas configurações do computador. Clicks mais lentos tendem a forçar mais os dedos do usuário.

Quanto aos mouse pads, prefira aqueles com proteção para os punhos.


- Ajuste a luminosidade da tela do computador: Procure ajustar a luminosidade ao conforto de seus olhos. Quando a luminosidade é muito baixa você tenderá a aproximar-se da tela para enxergar melhor, sobrecarregando seus ombros e coluna. O uso de telas antirreflexivas também pode evitar desconforto por excesso de luminosidade.



- Pratique a ginástica laboral: A ginástica laboral é a principal aliada do trabalhador, pois prepara o corpo para a atividade que será desenvolvida durante o trabalho. Ela pode ser aplicada na forma de ginástica preparatória, de relaxamento ou compensatória. A qualquer hora do dia a ginástica laboral estará atuando na prevenção e tratamento de doenças ocupacionais.


- Invista em Programas de bem-estar e saúde: Uma pesquisa realizada em 2015 pelo Manpower Group, empresa de consultoria organizacional, mostrou que companhias que possuem programas de bem-estar e saúde são avaliadas como mais produtivas e mais propensas a serem identificadas como estimuladoras de inovação e criatividade.


CONCLUSÃO

Ergonomia é um conceito que está em nossa mente, mesmo que de forma instintiva. Aplicar conceitos de ergonomia em todas as nossas atividades, principalmente no trabalho, é cuidar com carinho do nosso corpo e de nossa mente. Lembre-se sempre que trabalhar a prevenção vale mais a pena do que

o tratamento.

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon